Audi

Audi SQ5 ganha ajuda híbrida para ser mais rápido

Apostar nos motores 100% elétricos não é a única forma de aproveitar as energias limpas para reduzir a emissão de poluentes e conseguir bom desempenho. Cada vez mais as montadoras apostam na ajuda de sistemas híbridos capazes de reciclar a energia dissipada (ou economizada quando o veículo se encontra em velocidade de cruzeiro, por exemplo) e não só com pensamento na economia e no meio ambiente. A Audi aproveita o Salão de Genebra para mostrar o novo propulsor da versão S de seu SUV médio/grande Q5 a diesel.

O motor V6 3.0 TDI recebe a ajuda de um compressor elétrico que entra em ação nas retomadas e em regimes mais baixos de rotações para ajudar a turbina a injetar ar pressurizado na câmara de combustão sem o chamado turbo lag (a demora que provoca um tranco na entrega de potência). O conjunto de 7Kw é alimentado pelo alternador/motor de arranque, componente que, nas desacelerações, carrega as baterias de ions de lítio. São 347 cavalos e impressionantes 70kgf.m de torque disponíveis ao longo de uma ampla gama de RPMs, como acontece habitualmente nos motores a diesel.

Mostrando que a vocação é de fazer a paisagem passar rápido, rodas aro 20, tração integral Quattro e suspensão regulável eletronicamente fazem parte de um pacote que inclui discos com 375mm de diâmetro mordidos, na dianteira, por pinças de seis pistãos, suficiente para parar um conjunto não necessariamente “peso pena”.

As vendas do SQ5 começam no meio do ano na Alemanha e, por lá, o preço sugerido é de 67.750 euros, algo em torno dos R$ 290 mil.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo