Ferrari

Ferrari SF 90 Stradale: a primeira plugada na tomada

O dia 29 de maio de 2019 vai ficar na já lendária história da Ferrari, com a apresentação de um modelo que é um verdadeiro divisor de águas na história da casa de Maranello. Como o Comendador Enzo fazia questão de usar toda a tecnologia disponível à época, certamente, lá de cima, ele aplaude a decisão de equipar pela primeira vez um superesportivo que leva o Cavallino Rampante no capô com motores elétricos para ajudar o propulsor a combustão. Uma combinação, com o perdão do trocadilho, chocante, ao garantir uma potência de 1.000cv.

A nova supermáquina italiana ganha a mesma sigla do modelo empregado no Mundial de Fórmula 1 (SF90) com o ‘sobrenome’ Stradale (algo como estradeira, ou versão de estrada), numa homenagem aos 90 anos de criação da Scuderia, que passou a fabricar carros em 1947. A arquitetura é similar à dos modelos mais recentes equipados com motor V8 central, numa evolução do design mostrado na 488, mas com a cabine avançada e a dianteira mais curta – fruto do trabalho da equipe do projetista Flavio Manzoni. As linhas são ainda mais sinuosas e agressivas, exalando esportividade.

O desafio foi integrar um conjunto composto pelos três motores elétricos (dois no eixo dianteiro e um no traseiro, reciclando a energia dissipada pela turbina) além do pacote de baterias – um sobrepeso de 270 quilos. A energia extra chega aos 220cv que se juntam aos 780 produzidos pela mais nova versão do V8 3.900cc biturbo, uma cavalaria jogada nas quatro rodas, fazendo da SF90 a primeira Ferrari da história com tração integral.

Os freios dianteiros Brembo com recuperação de energia têm absurdos 39,8 centímetros de diâmetro e, entre os comandos dispostos no volante multifunção é possível escolher um dos quatro modos de entrega de potência: eDrive (até 25 quilômetros movida apenas pelos propulsores elétricos com a tração dianteira); Hybrid (privilegiando um menor consumo; Performance (em que o motor a gasolina conta com o acerto mais radical) e Qualify, em que os dois propulsores trabalham a plena carga, sem dó. Entre os destaques aerodinâmicos, o direcionamento do fluxo de ar por entre as rodas para aumentar o downforce e facilitar a dissipação do calor dos freios e um ‘shut-off Gurney’, dispositivo na traseira que reduz a incidência nas retas e aumenta a resistência à passagem do ar nas curvas, ajudando a manter o carro na trajetória.

Os farois traseiros ganham formas ovoides, em LED e, na dianteira, encolhem em altura, mas ganham poder de iluminação graças à tecnologia Matrix. E para quem achar pouco, é possível adquirir um Pack Assetto Fiorano com componentes em titânio e fibra de carbono e amortecedores Multimatic capazes de emagrecer em 30 quilos um conjunto que, na configuração original, já apresenta contidos 1.570kg. A entrada para o aparato de recarga está do lado esquerdo do capô, harmoniosamente alinhada com a tampa do tanque de combustível.

190162-car-Ferrari-SF90-Stradale 190161-car-Ferrari-SF90-Stradale

Maio Amarelo 2019 Horizontal black SENDINBLUE

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo