Jaguar

Jaguar XF Sportbrake: uma perua de parar o trânsito

Muitas montadoras resolveram deixar de lado as peruas com o sucesso dos SUVs, por acreditar que os modelos com vocação esportiva/utilitária ofereceriam o mesmo espaço com uma pegada mais versátil. Felizmente ainda há quem aposte nas tradicionais Breakes (como são conhecidas em inglês), e tanto melhor se elas, além da comodidade, do porta-malas maior e da capacidade de levar uma família e muita tralha com conforto, ainda tiverem um jeitão de esportivo.

É exatamente o que a Jaguar passa a oferecer com sua XF Sportbrake, que nós já havíamos mostrado aqui camuflada, na fase final do desenvolvimento, e também como um teaser desenhado na grama sagrada de Wimbledon. Agora que o mais tradicional torneio do tênis mundial se aproxima (e a casa do felino é patrocinadora), chegou a hora de tirar o disfarce e aparecer em todas as formas.

Já dava para apostar que o time de projeto capitaneado pelo designer Ian Callum acertaria mais uma, depois do sucesso da geração atual do sedã esportivo XF. Se bem que não faltam, na indústria automobilística, exemplos de peruas que não ficaram  tão boas quanto os modelos dos quais são derivadas. Neste caso, o caimento do teto e o desenho da terceira janela casam perfeitamente com as demais linhas do modelo. Na traseira, a decisão de alongar as lanternas até a tampa do porta-malas também se mostrou acertada. O detalhe interessante é que ela encolheu seis centímetros em relação à geração anterior mas, como ganhou cinco no entre-eixos, consegue ser mais confortável e espaçosa.

A Sportbrake será oferecida em cinco versões: Pure, Prestige, Portfolio, S e R-Sport, com sete diferentes configurações de motores: o quatro cilindros turbodiesel 2.0 com 163, 180 e 240 cavalos; o 3.0 diesel V6 de 300 cavalos; o 2.0 quatro cilindros a gasolina com 200 e 250 cavalos, além do V6 3.0 supercharger de 375cv que, inicialmente, será oferecido apenas no mercado norte-americano. Os preços, na Grã-Bretanha (Prestige 2.0d de 163cv) partem dos US$ 44.350, ou algo em torno dos R$ 146 mil. Pode aparecer por aqui, caso a filial confirme interesse pelo modelo.

XFS1 XFS2

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo