Curiosidades

Os melhores motores de 2018

unnamed

          Cinco cilindros em linha 2.5 TFSI, da Audi

 

Pelo vigésimo ano, a revista britânica Engine Technology International realizou a escolha dos melhores motores automotivos do mundo, por meio do prêmio “International Engine of the Year”. Um júri composto por 65 jornalistas e especialistas de vários países avalia todas as principais qualidades dos propulsores das mais variadas categorias para indicar os vencedores. Não só potência e torque são levados em conta, mas o grau de inovação, os materiais usados, o rendimento térmico (o percentual de energia produzida que não se perde pelo caminho e chega às rodas, bem como o nível de emissões poluentes e a economia de combustível.

Pois os resultados desta edição especial do prêmio foram divulgados e, se não há grandes surpresas, chama a atenção o fato de que nenhum vencedor nas categorias inferiores é usado em modelos produzidos no Brasil. Até 1.000cc, melhor para o três cilindros turbo TSI de 999cc que equipa o Up GTI lançado na Europa, além de ser adotado pela Audi, Seat e Skoda, também partes do Grupo VW. Na categoria logo acima (de 1.000cc a 1.400cc), o três cilindros 1.2 Puretech turbo da Peugeot/Citroën (por aqui disponível apenas como aspirado, no 208 e no C3) bate os 1.4 TFSI ACT (adotado no novo VW Tiguan) e TFSI (o motor do Golf).

E se os japoneses são conhecidos pelo desempenho de seus motores, referência em termos de durabilidade, inovação e performance, dessa vez deixaram a festa com as mãos abanando. Alemães e italianos levaram para casa o primeiro lugar na grande maioria das categorias e nem mesmo entre os elétricos e propulsores verdes os nipônicos tiveram chance. Mérito da Tesla que, mesmo envolta em polêmicas e sob alvo de críticas emplacou a unidade motriz de seus modelos S, X e 3.

Na classificação geral, seria mesmo difícil tirar o degrau mais alto do pódio da obra de arte que é o V8 3.9 biturbo da Ferrari (equipa a linha 488), e que já havia levado a melhor no ano passado. Menção honrosa para o seis cilindros boxer 3.o da Porsche (de 911 e Carrera).

Confira os vencedores, no geral e por categorias:

Motor do ano internacional

V8 3.900cc biturbo (Ferrari)

Abaixo de 1.000cc

Três cilindros turbo 999cc TSI (Volkswagen)

De 1.000cc a 1.400cc

Três cilindros 1.200cc turbo Puretech (PSA)

De 1.400cc a 1.800cc

Três cilindros em linha 1.500cc turbo híbrido (BMW)

De 1.800cc a 2.000cc

Quatro cilindros em linha 2.0 turbo (Porsche)

De 2.000cc a 2.500cc

Cinco cilindros em linha turbo TFSI 2.500cc (Audi)

De 2.500cc a 3.000cc

Seis cilindros em linha 3.0 (Porsche)

De 3.000cc a 4.000cc

V8 3.900cc biturbo (Ferrari)

Acima de 4.000cc

V12 6.500cc (Ferrari)

Propulsor elétrico

Tesla powertrain

Motor verde

Tesla powertrain

Motor inédito

V12 6.500cc (Ferrari)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo