Ford

Você tem medo de dirigir no escuro? Os europeus têm

Nem todos os motoristas se sentem seguros ao volante em determinadas circunstâncias. Andar com baixa aderência, sob chuva, em meio a engarrafamentos, nas estradas ou com baixa iluminação costuma causar arrepios em muita gente. A Ford resolveu pesquisar, na Europa, como quem está na direção se sente andando à noite e o resultado foi surpreendente. Nada menos que 81% dos entrevistados (índice que sobe para 87% quando considerado apenas o público feminino) admitiram que não se sentem confortáveis e temem a possibilidade de atingir pedestres ou ciclistas – mais um terço dos pesquisados consideram a possibilidade muito provável. Números que chamam a atenção considerando-se que o estado de conservação médio de ruas e estradas no Velho Continente e sua sinalização são considerados referência.

O estudo é parte de um projeto de desenvolvimento de tecnologia que ajude os motoristas a se precaver e ganhar segurança ao dirigir no período noturno. Se já conta com detectores ligados a câmeras que freiam automaticamente o carro quando identificam um foco de perigo (em modelos como o Fusion), a casa do “Blue Oval” resolveu aprimorá-lo. Trechos fechados em grandes cidades como Paris e Amsterdã serviram para os testes, em que bonecos (os famosos dummies) reproduziram as situações mais comuns.

Além da ajuda das imagens e dos sensores de radar, o dispositivo passará a contar com uma espécie de banco de dados, com as principais formas de pedestres e ciclistas e capaz de identificar o movimento (para diferenciá-los de árvores e postes, por exemplo). Num primeiro momento, o condutor será alertado por um sinal sonoro. Se não atuar para reduzir a velocidade do carro, os freios serão acionados automaticamente.

“Sabemos que para alguns motoristas dirigir à noite é uma experiência estressante, especialmente em grandes cidades onde é comum ver pedestres distraídos com o celular na mão. Eles podem atravessar a rua sem serem vistos no escuro e deixar os motoristas sem tempo de reação”, diz Gregor Allexi, engenheiro de segurança da Ford Europa. “O detector de pedestres ajuda a identificar pessoas que já estão na rua ou a ponto de atravessar.” Os testes no equipamento estão em fase final e a montadora promete, até o fim do ano, apresentá-lo nos primeiros modelos de linha.

Direção no Escuro

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo