Lançamentos

VW revela o Virtus: o que não faz a concorrência…

Foi só a Fiat dar nome a seu sedã médio, o Cronos, e começar a mostrar teasers do modelo que a Volkswagen resolveu responder, no que promete ser uma das melhores brigas do mercado em 2018. Se o Polo ainda é novidade nas concessionárias, os alemães resolveram não esperar muito para revelar o Virtus, desenvolvido sobre a mesma plataforma MQB A0, com foco no mercado das Américas do Sul e Latina. O modelo começa a ser vendido apenas em janeiro, mas já aparece para o deleite dos possíveis futuros compradores.

E se o Polo foi carinhosamente apelidado de “Mini Golf” pela VW (com boa razão), o Virtus não pode ser considerado simplesmente um “Polo Sedan”. Tanto assim que tem 42,5 centímetros a mais do que o hatch e a mesma distância entre-eixos do “irmão maior” Jetta (8,5 centímetros superior à do Polo). O porta-malas tem interessantes 521 litros de capacidade. Nas laterais, a elegante solução encontrada para a janela traseira e a coluna C, além da linha de cintura dupla (em forma de flecha, como destaca a montadora).

O maior grau de parentesco está no interior – a imagem deixa o leitor em dúvida sobre qual dos dois modelos está retratado, já que as linhas do Polo foram reproduzidas. Como é mais que tradicional na VW, nada de ousadia, com linhas retas e formas quadradas, mas acabamento e proporções impecáveis. A primeira versão apresentada foi a Highline 200 TSI com o motor 1.0 três cilindros turbo de 128cv (e os 200nm de torque que passaram a se tornar marca registrada da configuração). O quatro cilindros 1.6 MSI também estará disponível, em versões e preços ainda a serem detalhados. O mercado aposta em valores a partir dos R$ 60 mil.

Virtus_Highline_200_TSI__7_ Virtus_Highline_200_TSI__4_ Virtus_Highline_200_TSI__3_

Painel__1_

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo