• Jamais faça depósitos ou efetive a compra do veículo sem antes fazer uma pré vistoria no Detran da sua cidade ou algum órgão de vistoria veicular.

• Procure levantar o histórico do veículo através da placa, existem empresas especializadas em checar o histórico do veículo.

• Sorteio? Herança? Brinde? Adiantamentos? Cuidado: essas são algumas das artimanhas usadas para explicar preços "imperdíveis". Não caia nessa!

• Pesquise a veracidade do endereço e telefone do anunciante.

• Descarte as ofertas de pessoas que afirmam serem funcionárias ou intermediárias de fabricantes.

• Não forneça dados importantes em computadores públicos. Para saber se o ambiente utilizado é seguro, o ícone do cadeado deve ser exibido na parte inferior na tela.

• Forneça seus dados apenas pessoalmente.

• Exija que o documento esteja em nome do vendedor.

• O comprador de um carro usado tem que conter sua empolgação de fechar um negócio que parece irresistível, pois é preciso desconfiar de preços muito baixos e vantagens milagrosas.

• Evite carros com "sinistrado" ou "REM" (chassi remarcado) no documento.
Valem 30% menos.

• Desconfie de ofertas abaixo do preço de mercado para veículos novos ou usados.

• Nunca leve o veículo até o comprador.

• Sempre solicite a ele ver o carro no local a ser escolhido por você.

• Não forneça o endereço de sua casa.

• Procure mostrar o veículo em local público de dia e acompanhado.