Carros-conceito

As novidades da Nissan em Buenos Aires

Nós já comentamos aqui sobre a “falta de lógica” que por vezes envolve os mercados dos vizinhos Brasil e Argentina. Por mais que um volume considerável de veículos vendido em um seja fabricado no outro, nem sempre os lançamentos ocorrem de forma simultânea. Um bom exemplo? O do Nissan Kicks, que apenas agora, em julho, começará a ser vendido nas concessionárias “hermanas”. Neste caso, com uma explicação concreta: a montadora japonesa preferiu aproveitar a movimentação dos Jogos Olímpicos do Rio, ano passado, para mostrar seu SUV compacto ao mundo e, antes mesmo de iniciar a produção em sua fábrica de Resende (RJ), iniciou as vendas com as unidades importadas do México, onde também é fabricado. Como a demanda foi mais do que positiva, apenas agora, com as primeiras unidades “Made in Brazil”, foi possível atender à demanda do público argentino.

Por isso mesmo, entre as novidades no estande da marca no Salão de Buenos Aires, no que diz respeito aos brasileiros, os destaques são os conceitos. A Frontier, que divide a plataforma (e o visual) com a Renault Alaskan e a futura Mercedes Classe X, ganhou uma repaginada para dar origem à Attack Concept que, segundo a equipe de design da montadora, foi inspirada nos monster trucks. Nada de rodas gigantescas ou suspensões enormes, mas “apenas” um jeitão mais agressivo, que se traduz no parachoque dianteiro com formas mais robustas e luzes de neblina maiores, no cromado do parachoque dianteiro, nos farois de máscara negra e na combinação de cores. Como tem sido tradição nos últimos anos, a proposta da Nissan é clara: se o resultado final agradar, pode se tornar versão especial de produção, tanto mais que a Frontier, a partir do ano que vem, será fabricada também em Córdoba.

Nissan Frontier Attack Concept faz sua estreia mundial no Salão do Automóvel de Buenos Aires 2017

Já o Gripz é uma nova proposta, de um SUV coupé com porte ainda maior do que o habitual no segmento, para um público jovem e que, segundo o material de imprensa da montadora, se inspira ao mesmo tempo na “simplicidade e tecnologia das modernas bicicletas de competição” e na “tradição dos antigos carros de rally que encaravam o Rally Safari, no Quênia” (especificamente, o esportivo SX200 do fim da década de 1980). Na dianteira, os vincos e recortes no capô ajudam a garantir o ar agressivo a um conjunto que mantém as linhas de desenho mais recentes (moldura da grade em V). A linha de cintura é bastante curva sobe ao longo das laterais o que, com os ângulos e recortes, compõe um conjunto bem interessante. Se vai seguir o exemplo do “irmão mais velho” Kicks, que também surgiu como conceito e ganhou a linha de produção, é cedo para dizer. Mas bem que poderia…

 

Nissan presenta artillería pesada en Buenos Aires con un stand de 1200 metros y diseño global. Además de presentar al mercado local el totalmente nuevo Nissan Kicks, Nissan presenta la premier global del concepto Frontier Attack, una pick-up inspirada en los terrenos desafiantes de América Latina.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo