Aston Martin

Aston Martin ‘exagera’ nos superesportivos em Genebra

Enquanto algumas marcas britânicas como Jaguar e Land Rover vivem momentos difíceis e buscam se reinventar, a Aston Martin, que esteve a ponto de fechar as portas nos anos 1990 e não decolou nas mãos da Ford, segue ‘inventando moda’ e propondo novos modelos para sua gama. Próxima de apresentar a versão de produção de seu primeiro SUV, o DBX, a casa de Gaydon levou três novidades para o Salão de Genebra. Todas de encher os olhos (e esvaziar os bolsos que podem permitir extravagâncias).

Depois de se valer da colaboração luxuosa do projetista Adrian Newey e da Red Bull Racing para desenvolver o hiperesportivo Valkyrie, que começa a ser entregue aos proprietários até o início de 2020, a Aston desenvolveu uma versão ‘menos extrema’ da máquina, o AM-RB003. Que também será produzida em série limitada (500 exemplares) mas, na teoria, é mais orientada às ruas e estradas do que às pistas de competição, com mais concessões ao conforto e à praticidade (algum espaço para bagagem, por exemplo). Como no Valkyrie (nome de projeto AM-RB001), o downforce será garantido quase integralmente pelo assoalho, sem a necessidade de grandes elementos aerodinâmicos poluindo o visual e a passagem do ar. A motorização será V6 híbrida (um novo propulsor desenvolvido pela própria Aston).

 

AM-RB_003-03-jpg AM-RB_003-02-jpg

Pois a montadora resolveu mesmo abraçar a causa dos esportivos com motor central traseiro e, também em Genebra, expõe o conceito Vanquish Vision, que antecede a nova geração do modelo, com lançamento previsto para 2022. Ele também se vale da colaboração com a Red Bull e terá o mesmo V6 híbrido do AM-RB003, mas um chassi em alumínio (os ‘irmãos’ têm a estrutura principal em fibra de carbono). Além disso, não ficará na série limitada e terá um valor menos proibitivo.

Vanquish_Vision_Concept07-jpg Vanquish_Vision_Concept04-jpg

A outra novidade traz de volta um nome que está na origem e nos anos iniciais da marca: Lagonda. Que será proposta como uma subdivisão para modelos de alto luxo. O primeiro deles um SUV de grande porte, o All-Terrain Concept, com desenho inspirado nos super iates e promessa de exclusividade digna dos gigantes dos mares. A propulsão será elétrica, com um motor por eixo garantido tração integral e capacidade de superar pedreiras sem perder a pose. “Pensamos em um produto que fosse a extensão da casa do proprietário, com materiais sustentáveis, capazes de trazer uma nova percepção de luxo”, garante Marek Reichman, que comanda o design da Aston. Os primeiros Lagonda devem sair da nova linha de montagem de St.Athan, no País de Gales, em 2022.

94a015bbe99d4de3b486c614eaf17b32

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo