Audi

Audi leva multa de R$ 3,5 bilhões da Justiça alemã pelo Dieselgate

Dois anos depois das primeiras condenações e acordos judiciais, o escândalo do Dieselgate ainda pesa nas contas do Grupo VW. A fraude no controle de emissão de poluentes nos motores diesel das marcas do conglomerado alemão rendeu um dos maiores recalls da história do automóvel (superado apenas pelo dos airbags da Takata); medidas extremas como a recompra e o encerramento voluntário dos contratos de leasing dos modelos envolvidos e, apenas nos Estados Unidos, um custo estimado em mais de US$ 20 bilhões (cerca de R$ 95 bilhões).

Pois agora é a vez de a Audi acertar as contas com a Justiça alemã, que concluiu o processo envolvendo as responsabilidades da montadora de Ingolstadt no escândalo. A Promotoria de Munique sentenciou a casa dos quatro aneis a pagar indenização administrativa no valor de US$ 800 milhões, aproximadamente R$ 3,5 bilhões, além das medidas corretivas já em curso (substituição dos softwares de controle, recalls e modificações nos motores). De acordo com a decisão, a Audi desrespeitou várias cláusulas do Ato para Ofensas Regulatórias (Ordnungswidrigkeitengesetz – OWiG), que rege o relacionamento das empresas e suas responsabilidades para com o consumidor e o governo.

A própria Audi confirmou que não recorrerá da decisão, assumindo a culpa pelas fraudes entre 2004 e 2015, no seu caso, em motores V6 e V8 diesel distribuídos em vários países da Europa e Estados Unidos. Deste modo, os cálculos de faturamento e lucro líquido para o ano fiscal terão de ser rebaixados, levando em conta o impacto da condenação.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo