Carros clássicos

Fiat 500 chega aos dois milhões

Por aqui ele anda esquecido, jogado para escanteio pela montadora, que sequer trouxe a versão mais recente, mas a quantidade de modelos vendidos e andando pelas ruas mostra como também conquistou um público cativo, e com todos os motivos. Em boa parte do mundo, esse pequeno que nasceu como uma releitura de um ícone da Fiat segue acumulando bons resultados nas mais variadas versões: das comportadas com potência que não chega aos 100 cavalos até as nervosas Abarth.

Pois o Fiat 500 chegou nessa semana a uma marca de respeito. Da fábrica polonesa de Tychy, que abastece o mercado europeu, saiu o exemplar de número 2 milhões em 11 anos de produção (o 500 original foi montado entre 1957 e 1972, com mais de seis milhões de unidades vendidas). Trata-se de um 500c Collezione, com carroceria em tons de branco e cinza e com motorização três cilindros TwinAir Turbo de 85cv. E a princípio, ele não irá para um museu ou coleção, mas será oferecido ao público em seu “país natal”, a Itália.  Por lá (e em grande parte da Europa) ele continua entre os mais desejados do segmento. A Fiat, inclusive, trabalha com uma motorização 100% elétrica (em testes inclusive no Brasil) para o subcompacto premium, o que, em tempos de novas tecnologias e foco nas energias renováveis pode fazer o modelo ter longevidade e sucesso ainda maiores.

180510_Fiat_500_Poland_Tychy

Logo Maio Amarelo (4)

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo