Fiat

Fiat confirma ‘assassinato’ do Punto

Ele chegou a ser o modelo mais vendido na Europa, brilhou nas competições e foi um dos responsáveis pela recuperação econômica da Fiat na década passada, mas está com os dias contados. Presidente do Grupo FCA, Sergio Marchionne confirmou, nos bastidores do Salão de Genebra, que o Punto, que aqui deu lugar ao Argo, não terá substituto nem mesmo na Itália. Uma notícia triste para os fãs de um hatch médio que se tornou clássico e, mesmo sem grandes mudanças no desenho, resistiu com boas vendas por quase 15 anos.

O que nem todo mundo sabe é que boa parte do sucesso do modelo, desenhado pelo estúdio Giugiaro (o mesmo responsável pelo primeiro Uno), se deve à colaboração de uma concorrente. Em sua versão europeia, o Punto (que lá era chamado de Grande Punto para se diferenciar do hatch compacto que o antecedeu) é fabricado sobre uma plataforma de origem General Motors, fruto de um acordo entre as montadoras que acabou não indo muito longe. No Brasil, onde chegou em 2007, ele vinha sendo produzido numa versão alongada da estrutura usada no Palio de primeira geração.

E se as versões com motorização 1.4 Fire ficavam devendo em termos de desempenho (e no caso do 1.8 eTorq o problema era o consumo), a versão equipada com o 1.4 T-Jet turbo de 152cv trouxe esportividade de sobra. Como tem sido comum nos modelos da montadora italiana, espaço interno e praticidade foram dignos de elogios, enquanto a opção pelo câmbio automatizado Dualogic acabou entrando para a lista dos pontos negativos. Na Itália, o Punto ainda é uma espécie de “faz tudo”: táxi, viatura policial, opção de bom custo-benefício para aluguel e, na configuração Super 2000, ainda é presença constante nas provas de rally.

Só que, como Marchionne deixou claro, a vida do Punto está com os dias contados. No entendimento da montadora, os modelos derivados do 500 e o Panda (equivalente europeu do Novo Uno) devem ser os grandes puxadores de vendas, abrindo espaço para as opções das outras marcas da FCA (Alfa Romeo, Jeep, Chrysler e Lancia). Pena, pois merecia um substituto à altura…

Fiat Punto

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo