Lançamentos

Finalmente a Toyota mostra o Supra

Foram 17 anos longe do mercado, até que a Toyota resolvesse propor de novo a fórmula do esportivo de dois lugares com tração traseira e motor dianteiro seis cilindros em linha, mantendo um nome lendário. Desta vez, com base na mesma plataforma usada pela BMW para seu novo Z4, numa colaboração inédita. Mas com visual completamente diferente. Depois de mostrar conceitos, protótipos, versões de corrida e modelos camuflados, finalmente, na abertura do NAIAS, o Salão do Automóvel de Detroit, os japoneses revelaram a nova encarnação do Supra, com suas especificações técnicas.

Com 4,38m de comprimento e 1,86 de largura, o novo Supra será oferecido em três configurações, todas com propulsores biturbo. As duas primeiras, no entanto (SZ e SZ-R) apostam um quatro cilindros em linha 2.0, acoplado a uma caixa automática de oito velocidades, com potências respectivas de 200 e 245 cavalos. O seis em linha biturbo 3.0 (de origem BMW) despeja nas rodas traseiras do RZ 340 cavalos, mais do que suficiente para os não tão leves 1.520 kg da versão topo de linha. Sistemas de diferencial ativo e controle de estabilidade ajudam os menos experientes a dosar a cavalaria para evitar que a traseira saia além do esperado. E a engenharia japonesa garante que a combinação de alumínio e aço de alta resistência usada para chassi e carroceria é mais resistente mesmo que a do Lexus LF-A, que se vale do CFRP, o composto de plástico e fibra de carbono. No interior, uma combinação elegante de cores com destaque para os detalhes em cromado e o espírito 100% esportivo.

20190114_02_01_s

20190114_02_02_s

20190114_02_04_s

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo