Dicas

Fiscalização a postos aumenta, mas autuações diminuem

A paralisação dos caminhoneiros em maio trouxe à tona, entre outras questões, a qualidade do combustível oferecido nos postos em todo o Brasil. Já na época os números da Agência Nacional do Petróleo (ANP) mostravam que fraudes e adulterações respondiam por um percentual mínimo, e que o consumidor poderia ficar tranquilo quanto ao abastecimento do veículo (desde que, logicamente, tomadas as devidas precauções, como evitar postos sem marca e preferir os conhecidos, de confiança).

No primeiro semestre deste ano, a fiscalização da entidade foi ainda mais rigorosa, segundo os dados divulgados no Boletim Fiscalização do Abastecimento em Notícias. Ao todo, foram vistoriados 9.912 locais de abastecimento de combustíveis e gás de cozinha (diante dos 9.793 do mesmo período de 2017), e o total de postos e revendedores em conformidade aumentou. As autuações efetuadas foram 2.439, em comparação com as 2.836 do ano passado; 324 autos de interdição (399 em 2017) e 106 de apreensão (108 no ano anterior).

O maior número de visitas de fiscalização se deu na região Sudeste. Denúncias e suspeitas de irregularidades em postos podem ser repassadas ao Centro de Relações com o Consumidor da ANP, pelo fone 0800 970 0267. 

Com Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo