Híbridos e elétricos

Grupo VW diante de ‘mini Dieselgate’ de elétricos

O escândalo de manipulação de resultados de testes de emissões de motores diesel em todo o mundo conhecido como Dieselgate não só provocou um rombo de US$ 20 bilhões nas contas do Grupo Volkswagen como levou a montadora alemã a acelerar os planos de eletrificação de sua gama de produtos – e não só a matriz como também Porsche e Audi trabalham para apresentar ainda este ano seus primeiros modelos 100% movidos a energia limpa.

O que provavelmente não estava nos planos é que também elétricos e híbridos pudessem provocar problemas a ponto de a gigante germânica cogitar um novo recall. Segundo a imprensa alemã, testes detectaram que baterias usadas em 124.000 veículos apresentam alta concentração de cádmio e outros metais pesados, potencialmente tóxicos. Uma falha atribuída a um fornecedor, que já teria sido substituído.

A própria autoridade federal de transportes da Alemanha (KBA) atesta que, por estarem acondicionadas em compartimentos blindados, as baterias não trazem risco de contaminação humana, o que poderia fazer com que o recall fosse evitado. O problema é que as montadoras assinaram com a União Europeia compromissos de reciclagem dos materiais ao fim de sua vida útil, o que poderia gerar multas e sanções.

vweletro2

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo