Ford

Já é 2020 para o Ecosport. E sem estepe na porta traseira

Se você acha que janeiro não acaba nunca e está mais arrastado do que o costume, saiba que, na indústria automobilística, em alguns casos já estamos em 2020. Caso da Ford com um de seus modelos mais bem-sucedidos, o EcoSport, SUV compacto desenvolvido no Brasil e que ganhou o mundo, chegando aos Estados Unidos no fim de 2017, quando foi apresentada a atual geração.

Pois se desde 2003, quando o modelo ganhou vida, a colocação do estepe junto à porta traseira era uma marca registrada, sempre houve quem preferisse o posicionamento tradicional, seja para facilitar o acesso ao compartimento de bagagens, seja para deixar as linhas mais limpas. E a concorrência optou por esse caminho – modelos como o Hyundai Creta, o Chevrolet Tracker e o Nissan Kicks escondem o pneu extra.

Finalmente a Ford se rendeu à moda por aqui (nos EUA o Eco já foi mostrado com a opção) e a inclui então em sua linha. A parte ruim da história é que, para se ver livre do ‘adereço’, será necessário escolher a versão Titanium 1.5 AT, a mais completa entre as equipadas com o três cilindros em linha turbo de 137cv, com preço base de R$ 103.890. E como não há estepe mesmo na versão de emergência (aquele mais fino, que deve ser usado apenas para levar o carro a um ponto em que o reparo ou a troca possam ser feitos), o jeito é se valer da tecnologia Run Flat dos pneus Michelin, que permite rodar até 80 quilômetros mesmom com um furo.

overlay-7

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo