Legislação

Maio Amarelo: o mês terminou, mas o movimento segue

Maio-Amarelo-An-Pg-Dupla1

O mês de maio chegou ao fim e, com ele, mais uma edição do Maio Amarelo, que há cinco anos procura alertar sobre a importância de um trânsito seguro em que todos façam a sua parte: pedestres, ciclistas, motociclistas, motoristas, governos, escolas, montadoras, concessionárias responsáveis pela administração de rodovias e tantos mais. A cada ano as ações ficam mais intensas, a discussão ganha espaço e aumenta a reflexão sobre o que pode ser feito para reduzir as estatísticas de acidentes, aumentar a segurança e reduzir as irregularidades, conscientizando da importância de um comportamento defensivo, em que hábitos como usar o celular ao volante, desrespeitar sinalização e limites de velocidade e ignorar quem vai no entorno não podem ter espaço.

Até maio do ano o lacinho amarelo pode ficar em segundo plano, é a vez de outras campanhas e alertas igualmente importantes, mas o alerta não pode perder força. É fundamental seguir cobrando das autoridades estradas e ruas conservadas e com sinalização adequada; sistemas que favoreçam a circulação de pedestres e ciclistas; a oferta de transporte coletivo de qualidade que justifique deixar o carro em casa ao menos alguns dias na semana. Dos órgãos responsáveis pela fiscalização, que façam cumprir as leis e não sejam condescendentes com comportamentos irregulares. De pedestres, ciclistas, motociclistas e motoristas, que ocupem apenas o espaço a eles destinado e respeitem os demais, mantendo a atenção total sem distrações, além de conservar os veículos em condições mínimas de segurança. E de todos, que procurem passar às próximas gerações exemplos e educação para uma boa convivência, que é a melhor forma de apostar numa mudança de postura.

Nunca é demais lembrar que nada pode ser mais valioso que uma vida humana, e as vezes pode ser tarde demais para se dar conta disso. O Seminovos BH Notícias, parceiro oficial do Maio Amarelo, faz questão de lembrar a hashtag que marcou a campanha este ano, e que esteve em todos os nossos posts, com a logomarca do movimento: #nóssomosotrânsito. De maio a maio…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo