Lançamentos

Mercedes GLE: SUV ‘de raiz’ ganha nova geração

Já se vão 21 anos desde que a Mercedes resolveu lançar no mercado mundial sua linha ML. Quem é daquele tempo vai lembrar que estamos falando do primeiro SUV médio premium que, não demoraria muito, ganharia a companhia (e a rivalidade) da BMW X5.

Hoje os dois não reinam mais absolutos no segmento e ganharam a então impensável concorrência não só de Audi, Volkswagen, Honda, Ford e Chervolet, mas principalmente de Porsche, Alfa Romeo, e das ainda mais luxuosas e exclusivas Bentley, Rolls Royce e Maserati. O modelo com a estrela na grade dianteira, aliás, mudou de sigla em 2015, passando a se chamar GLE. E agora, três anos depois do lançamento da primeira geração com o novo nome, ganha uma repaginada total, que não nega a inspiração no ML original.

A casa de Stuttgart resolveu deixar as linhas de seu SUV médio mais fluidas e arredondadas, adotando a nova filosofia de desenho da marca. A dianteira ganhou uma grade em formato octogonal com dois grandes elementos cromados que lembra a da picape Classe X. Os farois têm formas até discretas, com as luzes diurnas em formato de bumerangue se destacando no conjunto. Na lateral, a coluna C cresce à medida em que desce na carroceria e o terceiro vidro é inteiriço até a tampa do porta-malas, exatamente como nos ML. As lanternas traseiras são simples, sem firulas e, no interior, o destaque vai para o sistema integrado MBUX, que une as informações e comandos do painel e dos dispositivos multimídia.

Outra novidade é a volta de uma configuração opcional com uma terceira fileira de assentos (algo que era oferecido nos ML. Com um coeficiente aerodinâmico (Cx) de 0.29, que a montadora garante ser o melhor do segmento, o novo GLE, em suas diversas versões, será mostrado oficialmente ao público no Salão de Paris, mês que vem, quando serão reveladas as novas motorizações.

Mercedes-Benz GLE, Exterieur: mojavesilber, Interieur: Leder Rough espressobraun/magmagrau, Zierelemente Holz Walnuss braun offenporig;Kraftstoffverbrauch kombiniert: 9,6 – 8,3 l/100 km; CO2-Emissionen kombiniert: 220 - 190 g/km (vorläufige Daten)* Mercedes-Benz GLE, exterior: mojave silver, interior: rough leather espresso brown/magma grey, brown open-pore walnut wood trim;Fuel consumption combined: 9.6 – 8.3 l/100 km; Combined CO2 emissions: 220 - 190 g/km (provisional data)*

Mercedes-Benz GLE, Exterieur: mojavesilber, Interieur: Leder Rough espressobraun/magmagrau, Zierelemente Holz Walnuss braun offenporig;Kraftstoffverbrauch kombiniert: 9,6 – 8,3 l/100 km; CO2-Emissionen kombiniert: 220 - 190 g/km (vorläufige Daten)* Mercedes-Benz GLE, exterior: mojave silver, interior: rough leather espresso brown/magma grey, brown open-pore walnut wood trim;Fuel consumption combined: 9.6 – 8.3 l/100 km; Combined CO2 emissions: 220 - 190 g/km (provisional data)*

Mercedes-Benz GLE, Exterieur: mojavesilber, Interieur: Leder Rough espressobraun/magmagrau, Zierelemente Holz Walnuss braun offenporig;Kraftstoffverbrauch kombiniert: 9,6 – 8,3 l/100 km; CO2-Emissionen kombiniert: 220 - 190 g/km (vorläufige Daten)* Mercedes-Benz GLE, exterior: mojave silver, interior: rough leather espresso brown/magma grey, brown open-pore walnut wood trim;Fuel consumption combined: 9.6 – 8.3 l/100 km; Combined CO2 emissions: 220 - 190 g/km (provisional data)*

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo