Mini

Mini confirma nova geração de versão extrema para 2020

Embora tenha sido pensado por Sir Alec Issigonis no fim dos anos 1960 como um modelo urbano e compacto, o Mini acabou se tornando atração também pelo lado esportivo, com vitórias em ralis e provas de pista. E em sua nova encarnação, revelada no começo deste século, mais robusto e equipado, por várias vezes foi comparado com um kart pela agilidade e diversão proporcionada ao volante. O que só aumenta nas versões John Cooper Works, devidamente apimentadas pelo departamento especial da marca, hoje propriedade da BMW.

Mas, sempre é possível ir mais longe e, depois de apresentar, há dois anos, um conceito no Salão de Frankfurt, a marca britânica confirmou, para o ano que vem, o lançamento do mais extremo Mini da história: o John Cooper Works GP. Que será movido por uma configuração biturbo do quatro cilindros em linha 1.600cc com “mais de 300 cavalos”, como se limita a dizer a montadora por enquanto. Além disso, materiais como a fibra de carbono e o alumínio serão usados em profusão para reduzir o peso e deixar o visual ainda mais agressivo. O único problema além do preço, que certamente não será para qualquer bolso, é o fato de que o modelo será produzido em série limitada de 3.000 unidades. Com potencial para fazer a festa dos olhos e ouvidos em track days pelo mundo…

P90336210_lowRes_mini-john-cooper-wor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo