Chevrolet

Novos modelos da GM para o Brasil serão ‘negócio da China’

Depois de apostar na sinergia com os sul-coreanos (a geração anterior do Cruze foi desenvolvida pela Daewoo, que acabou incorporada pelos norte-americanos) e no que era sua marca na Europa (a Opel, responsável pelo desenho do Tracker), a General Motors resolveu, a partir da China, desenvolver sua futura família de modelos globais, destinados aos mercados emergentes. De lá sairão a próxima geração do Tracker e os modelos que substituirão os atuais campeões de vendas no Brasil: a dupla Onix/Cobalt.

Mark Reuss, o presidente da GM, deixou claro em sua fala no Salão de Detroit que os modelos – um total de cinco carrocerias diferentes – receberão ajustes e configurações adequadas a cada mercado. O novo Tracker, com desenho inspirado no SUV médio Orlando, vendido na China, será o primeiro a aparecer (está no teaser do post): em março, mas deve chegar ao Brasil apenas em 2020. Já Onix e Cobalt são as grandes apostas da casa da gravatinha para o mercado verde e amarelo neste ano, muito embora a geração atual continue sobrando na turma.

CUV

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo