Renault

Renault e Michelin procuram o melhor motorista

Que critérios determinam quem é um bom motorista? Na teoria, pode-se dizer que aquele que segue a legislação de trânsito à risca, dirige de forma defensiva, preocupado com a sua segurança e a dos demais veículos no entorno e mostra previsibilidade e agilidade em suas manobras. O Instituto Renault, da filial brasileira da montadora francesa, e a Michelin, fabricante global de pneus, resolveram verificar, na prática, e premiar os melhores. Trata-se do programa Best Driver, incluído no conjunto de ações da campanha Global Action for Road Safety (ações globais para a segurança nas estradas), da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

Para a edição deste ano, a terceira, foram escolhidas três cidades – Rio, São Paulo e Curitiba (em cuja região metropolitana está a fábrica da marca do losango no Brasil), e o público-alvo são universitários ou pós-graduandos entre 18 e 35 anos. Os carros dos participantes receberão aparelhos de telemetria que registrarão em detalhes a condução. Os dados serão analisados entre abril e maio e um vencedor será escolhido por cidade, e premiado com um iPhone7. O grande campeão ganhará uma viagem, com acompanhante, para ver a etapa de Montreal da Fórmula E, a categoria de monopostos movida apenas pela eletricidade.

Uma das madrinhas da iniciativa é a modelo e estudante mineira Paola Antonini, que perdeu a perna direita ao ser atingida em cheio diante do prédio em que mora, na Avenida Raja Gabáglia, por uma motorista alcoolizada, no fim de 2004. Além de transformar a experiência traumática em fonte de inspiração, ela acabou de tirar a Carteira Nacional de Habilitação especial para conduzir.

bestdriver

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo