Híbridos e elétricos

Renault mostra em Paris o K-ZE. Ou, o Kwid elétrico

Sem grandes novidades entre os modelos de produção para o Salão de Paris, a Renault preferiu aproveitar a mostra em seu país natal para mostrar propostas de mobilidade sustentável e limpa. E se o conceito AEX (Augmented Editorial Experience) é uma mostra do que pode ser o futuro do automóvel autônomo, com seu interior transformado em espaço de convivência e entretenimento, um projeto, em especial, chama a atenção: o elétrico K-ZE.

Não é preciso ser especialista para compreender que o modelo da imagem é um Kwid movido 100% a eletricidade, embora em nenhum momento a fábrica faça a associação entre eles (a dianteira, é verdade, tem linhas mais modernas). Uma proposta de SUV subcompacto (ao menos na teoria) capaz de se mover apenas com a carga da tomada e de sistemas de recuperação de energia, ideal para os grandes centros urbanos dos próximos anos. E justamente pelas dimensões e pela proposta, com uma autonomia relativamente modesta (250 quilômetros).

O primeiro mercado a receber o K-ZE será o da China – o país concede uma série de incentivos fiscais e vantagens aos proprietários dos elétricos – por meio da e-GT New Energy Automotive Co, uma parceria com o grupo Dongfeng. E sim, o Brasil está nos planos, embora não antes de 2022, quando, imagina-se, a legislação ofereça facilidades e redução de impostos e haja uma rede de recarga mais robusta.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo