Híbridos e elétricos

Tesla Model Y: SUV elétrico ‘para as massas’

O mínimo que é possível dizer de Elon Musk é que se trata de um empreendedor polêmico. Alguém que resolveu, do nada, criar uma montadora que, desde o primeiro exemplar, oferecesse apenas modelos elétricos, ainda por cima apostando em um mercado movido a gasolina como o norte-americano (o petróleo ainda é muito barato na terra do Tio Sam). Pois ele já mandou de seus carros para Marte, viu seus planos e prazos muitas vezes atrasados por dificuldades na execução de suas ideias, mas consegue vendas mais do que razoáveis e não desiste.

Agora, resolveu apresentar um modelo de entrada para a gama que já conta com o pioneiro Model S; o SUV Model X e o esportivo Roadster. O Model Y é, ao menos na teoria, um crossover médio/compacto com possibilidade de transportar até sete pessoas, configurações com um ou dois motores (AWD) e autonomia, na versão mais simples, 480 quilômetros de autonomia máxima.

O interior segue a linha ‘simples e clean’, sem muitas firulas, curvas ou invenções. As linhas do painel são retas e com destaque para o monitor de 15 polegadas do sistema multimídia, além do teto panorâmico.

Musk mantém a estratégia de “vender o almoço para comprar a janta” – se o início da produção do modelo está previsto para o primeiro semestre de 2021, já é possível reservá-lo por US$ 2,5 mil, ou quase R$ 10 mil, o que, na teoria, ajuda a financiar o investimento necessário.

O Model Y estará disponível em quatro configurações diferentes: standard; tração traseira de longa autonomia; AWD de longa autonomia e performance. Os preços partem, nos EUA, dos US$ 42.700, ou não muito acessíveis R$ 165 mil, já incluídos os incentivos concedidos por lá aos modelos elétricos.

teslay teslay2

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo