Híbridos e elétricos

VW lança sua plataforma elétrica. Por enquanto, sem recheio…

Assim como fez para seus modelos movidos por motores à combustão – adotou a plataforma modular MQB/MQB A0, que fornece a base mecânica para Polo, Virtus, Tiguan, Jetta, T-Roc e o aguardado T-Cross, entre outros – a Volkswagen também contará com uma arquitetura específica para todos os seus principais modelos elétricos, a MEB, que foi apresentada pelos alemães em Dresden. O grupo, que aposta cada vez mais na eletrificação, especialmente depois do escândalo do Dieselgate, divulgou ainda alguns de seus planos para a linha de modelos com propulsão limpa.

O primeiro a sair da linha de montagem de Zwickau será o hatch médio ID, com dimensões semelhantes às do Golf e previsão de chegada ao mercado no começo de 2020. A estimativa, aliás, é de que daqui a dois anos nada menos que 150 mil unidades entre as produzidas pela VW sejam de elétricos. Um dos destaques da plataforma MEB é o fato de que não apenas as dimensões dos veículos podem crescer ou diminuir de acordo com a proposta, mas também o espaço das baterias, sempre colocadas junto ao assoalho. E a promessa é de que seja possível recarregar 80% da capacidade total em não mais do que 30 minutos.

Além do ID, é grande a chance de a fabricante transformar em modelo de produção o conceito ID Buzz, uma releitura da boa e velha Kombi. E existem rumores de que o atual Beetle/Fusca, que deixará de ser fabricado ano que vem, ganhe uma nova geração apenas elétrica.Volkswagen launches ELECTRIC FOR ALL campaign

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo