Internacional

VW Lavida: um Santana 2019

Com centenas de milhões de consumidores, a China tem espaço para tudo em se tratando de veículos. O site já mostrou como algumas marcas inclusive oferecem mais de uma opção para o mesmo segmento, sem se preocupar com o fato de que um modelo pode roubar vendas do outro. Caso da Volkswagen, que oferece, entre os sedãs médios, Jetta, Passat e… Lavida. Apresentado pela montadora no Salão de Pequim.

Não é exagero dizer que este último, até mesmo pelo jeitão, é um “herdeiro espiritual” do Santana, aquele mesmo vendido por muito tempo no Brasil e que, entre os anos 1980 e 1990, marcou a entrada da VW em território chinês. Lógico que as linhas trazem o que há de mais novo no design dos alemães, como a grande grade dianteira em harmonia com os farois e o caimento do capô, tal e qual Virtus, Arteon e o novo Jetta. O porta-malas, no entanto, é mais curto, assim como a Coluna C tem dimensões mínimas. Linhas que, de alguma forma, fazem lembrar as do Ford Fusion.

O mais interessante da história é que o Lavida também é construído sobre a plataforma modular MQB, a mesma que dá origem a Polo, Virtus, Touareg, Golf, Jetta,  T-Roc e o futuro T-Cross. Nada de requentar modelos antigos, como era o caso com o Santana. Também na China o consumidor evoluiu e não se contenta com pouco – pelo menos o que pode pagar por um modelo desse segmento. Olha que já houve conversas no Brasil para ressucitar o nome Santana com uma proposta do gênero, seria o modelo ideal.

DB2018AU00389_small

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Vídeos

Mais Lidas

Topo